Registro de Ocorrência Registro de Ocorrência

Como registrar uma ocorrência

1. Ocorrências contra a pessoa

1.1 Em caso de emergência, o interessado deve ligar para o telefone ou WhatsApp (81) 2126-8062 ou entrar em contato com o Segurança mais próximo ou com o Porteiro do Prédio e este acionará a Central de Segurança que auxiliará no socorro imediato, encaminhando para o local o GRI – Grupo de Respostas Imediatas.  
 
1.2 Para a comunicação e apuração de fatos já ocorridos, o interessado deve entrar em contato pelo WhatsApp (81) 2126-8061 com o SES - Serviço Especial de Segurança, o qual designará equipe para ir ao local em data e horário a serem agendados. Da visitação, resultará o Relatório Preliminar. 
Importante que a vítima peste queixas fazendo B.O na Polícia Civil, e caso tenha dificuldades pedir auxílio aos agentes do GRI. 

2. Em caso de dano ao Patrimônio

2.1 Mesmo que o fato a ser apurado seja comunicado ao SES – Serviço Especial de Segurança – o qual terá o papel apenas de agilizar o procedimento – é imprescindível que o interessado faça a comunicação ao DGOS (11.98.18), através da abertura de processo eletrônico SIPAC, natureza restrito, colocando o SES (11.98.09) como interessado.  No processo deverá constar o detalhamento do fato, bem como o número de tombamento e a descrição do(s) bem(ns) extraviado(s). O parecer técnico será peça elaborada pelo Serviço Especial de Segurança.

2.2 Em caso de: dano ao patrimônio, atentado contra a vida, acidentes diversos; primeiramente o segurança predial e de área fará o isolamento e a preservação do ambiente, e, concomitantemente dará ciência à DGOS para providências outras.
Se necessário, a equipe da Central de Segurança será encaminhada ao local do fato para isolar a área, e dar continuidade ao registro da ocorrência.

2. 3  Quando a ocorrência estiver relacionada a extravio, dano ou furto de bens móveis: O servidor responsável deverá comunicar o fato à DGOS por meio de processo eletrônico. O parecer técnico será peça elaborada pelo Serviço Especial de Segurança. No processo deverá ser informado o número de tombamento e a descrição detalhada do(s) bem(ns) extraviado(s).

2.4   Após emissão do parecer técnico, a Unidade Funcional interessada deverá encaminhar o processo à Coordenação de Bens Móveis (CBM) para realização da baixa patrimonial dos bens no Sistema Patrimonial. O Termo de Alienação/Baixa será inserido no processo e assinado pelo representante contábil do setor que o encaminhará para Coordenação de Registros Contábeis para realização da baixa no SIAFI. Em seguida o processo será devolvido a SSI para continuidade dos trâmites necessários (encaminhamento aos órgãos competentes para apuração da infração).

2.5 Conforme a natureza da ocorrência inserida no Sistema de Gestão de Ocorrência de Segurança – SiGOS/UFPE, a apuração será o Relatório de fatos elaborado pelo Serviço de Segurança Especial (SES).

2.6  Este relatório será encaminhado via SIPAC na modalidade restrita à Superintendência de Segurança Institucional (SSI), que após a análise encaminhará o documento aos setores e órgãos competentes (Gabinete do Reitor (GR), Polícia Federal, Polícia Civil, entre outros) para devidas providências.

 

Registros na SDS/PE

Delegacia pela Internet

 

Registro Internos 

Acesso ao SIGOS

 

 

Apenas para Público Interno pré-cadastrado no sistema: Clique no link para preencher o formulário.
SiGOS - Sistema de Gestão de Ocorrência de Segurança

Como proceder para registrar uma ocorrência (Protocolo)

Ocorrências Registradas:
Planilha dinâmica (Atualizada até outubro de 2016)