Voltar

Live da Ascom apresenta resultados da pesquisa sobre origem geográfica e tendências evolutivas do novo coronavírus em Pernambuco

Vitória Galvão vai conversar com o professor Valdir Balbino, do Labbe, do Departamento de Genética

Resultados da pesquisa que investiga a origem geográfica e tendências evolutivas do novo coronavírus em Pernambuco serão apresentados na live de amanhã (24), às 16h, no Instagram da Ascom. A jornalista Vitória Galvão vai conversar com professor Valdir Balbino, do Laboratório de Bioinformática e Biologia Evolutiva (Labbe) do Departamento de Genética, onde está sendo realizado o estudo.

O sequenciamento dos genomas das cepas de SARS-CoV-2 é uma etapa imprescindível para o estudo epidemiológico da Covid-19. Além de determinar as origens geográficas das cepas circulantes em Pernambuco, o estudo permitirá a compreensão do modo de disseminação da doença. A pesquisa está sendo realizada na Plataforma Multiusuários de Genômica e Transcriptômica do Centro de Biociências (CB). Os pesquisadores também contam com um sequenciador modelo Miseq Illumina que foi adquirido pela UFPE para este fim.

A equipe envolvida nas etapas necessárias para a obtenção das sequências genômicas virais é composta por 30 integrantes, incluindo médicos, biólogos, biomédicos e profissionais de informática da UFPE, Unidade Acadêmica de Serra Talhada (Uast) da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) e Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). O Núcleo de Pesquisa em Inovação Terapêutica – Suely Galdino (Nupit-SG) é responsável pelo fornecimento das amostras de SARS-CoV-2 a serem sequenciadas.

Data da última modificação: 23/09/2020, 17:08