Voltar

Professores e alunos de escola pública publicam cordel sobre coronavírus em parceria com professora da UFPE

A obra intitulada “A história do Coronavírus para as crianças do futuro” foi publicada em agosto deste ano e está disponível on-line

Um grupo de professores e alunos da Escola de Referência do Ensino Médio (Erem) Guiomar Krause Gonçalves, de Vitória de Santo Antão, em colaboração com a professora e pesquisadora Isabella Macário, do Centro Acadêmico de Vitória (CAV) e do Laboratório de Imunopatologia Keizo Asami da UFPE (Lika), publicaram pela Editora da UFPE um cordel educativo sobre o novo coronavírus. A obra intitulada “A história do Coronavírus para as crianças do futuro” foi publicada em agosto deste ano e está disponível on-line.O público-alvo é a comunidade em geral, em especial, as crianças. 

O projeto foi idealizado pelo professor Gemilton de Freitas Mesquita, da disciplina de Biologia da Erem, com a orientação de Isabella Macário, sua orientadora no mestrado pelo Programa de Pós-Graduação de Mestrado Profissional em Ensino de Biologia da UFPE (ProfBio), concluído em 2018. A iniciativa, vinculada à disciplina de Biologia Experimental da turma do 3° ano dessa Erem, foi pensada como forma de estimular a pesquisa e a sensibilização dos alunos a respeito da atual pandemia causada pelo novo coronavírus. 

A proposta da disciplina foi o desenvolvimento do tema por meio de livretos, quadrinhos, cordéis e panfletos, entre outras formas escritas. O grupo que se destacou produziu a literatura de cordel e foi convidado a publicar a obra. Todo o processo de desenvolvimento do livro se deu de forma remota, utilizando aplicativos para a comunicação. 

“Esse material apresenta relevância social, uma vez que tem como principais autoras alunas de uma escola pública de Pernambuco. Além disso, a utilização da literatura de cordel como forma de divulgação de informações sobre a Covid-19 colabora com a prevenção da doença e fortalece a nossa cultura nordestina. O cordel é uma literatura educativa e didática que contém humor e ironia. Essa literatura normalmente atrai um grande público devido a sua linguagem simples e as ilustrações, além de retratar fatos do nosso cotidiano”, explica a professora.

O trabalho teve caráter interdisciplinar e envolveu o professor Rodrigo José Sousa de Andrade, da disciplina de Português da Erem, a residente de Enfermagem em Infectologia do Hospital Oswaldo Cruz da Universidade de Pernambuco (UPE) Ketly Rodrigues Barbosa dos Anjos e o ilustrador Aleson Aparecido da Silva. As alunas autoras da obra foram Eduarda Maria de Lima, Maria Eduarda de Oliveira Nascimento e Yadne Thaynara Carvalho Monteiro.

“A partir dessa primeira inciativa exitosa em literatura de cordel, criei uma proposta de projeto educacional intitulado ‘Projeto cordéis: educação, ciência e saúde’. Estamos atualmente trabalhando na produção de livros em literatura de cordel com outras escolas de Pernambuco”, conta Isabella. 

Mais informações
Professora Isabela Macário

isabella.cavalcanti@ufpe.br 

Data da última modificação: 08/09/2020, 10:18