Curiosidades Curiosidades

Voltar

Barão de Catuama - mais conhecido como Conselheiro Aguiar

Há 210 anos nascia o primeiro e único Barão de Catuama, mais conhecido como Conselheiro Aguiar que foi um magistrado, político, jornalista e professor brasileiro.

João José Ferreira de Aguiar, filho legítimo de Antônio Ferreira de Aguiar e de Dona Úrsula das Virgens Martins, nascido na Villa de Goiana Província de Pernambuco, no dia 10 de janeiro de 1810. Os estudos primários e concluindo os seus estudos preparatórios no antigo Lyceu desta capital.

Ingressou no Curso Jurídico em Olinda em 1828, após ter sido aprovado nos exame preparatório. Bacharelou-se em Olinda na primeira turma da Academia de Direito que continha 41 estudantes oriundos de vários Estados brasileiros e de outros países como Angola e Portugal, em 1832. Recebeu o grão de bacharel em 05 de outubro de 1832 com 22 anos, como segue a imagem abaixo:

A vida do ilustre conselheiro, Barão de Catuama, abrange duas fases distintas - a sua carreira publica e política e o magistério superior.

Ferreira de Aguiar teria uma vida pública agitada: Fora nomeado juiz de direito na capital do Ceará em 1833, passando também pela mesma função na província do Piaui. Estabeleceu-se como juiz em Pernambuco, na área de Direito Criminal, em 1835.

Na política, foi deputado provincial em Pernambuco por diversas legislaturas, e mais umas tantas como Deputado da Assembleia Geral;  Pertenceu ao Conselho de Sua Majestade, em 1874, e foi presidente das províncias do Rio Grande do Norte, em 1876, e do Ceará, em 1877.

Em 26 de abril de 1855 foi nomeado e empossou-se  a 23 de maio de 1855  se torna professor da faculdade de Direito do Recife, como lente catedrático de Direito criminal, nomeado após a reforma dos cursos jurídicos em 1854. Exerceu suas atividades de magistrado até o fim de sua vida, sendo desligado em 09 de fevereiro de 1884, em que foi jubilado.

Ao longo de sua vida, recebeu diversos títulos nobiliárquicos, foi condecorado com a Imperial Ordem de Cristo – 1849 - em reconhecimento a serviços prestados ao Império brasileiro e à Igreja no Brasil e com a Imperial Ordem da Rosa em 1854 e com a comenda da mesma ordem em 1860. Foi o primeiro (e único) Barão de Catuama, em 05 de julho de 1888.

Colaborou em diversos jornais, sobretudo no Diário de Pernambuco. É reconhecidamente uma das principais figuras da história pernambucana no período imperial. Recebeu diversas homenagens ao longo dos anos; e seu nome batiza uma das principais avenidas da cidade do Recife: Av. Conselheiro Aguiar, localizada no bairro de Boa Viagem.

João José Ferreira de Aguiar faleceu aos 78 anos no dia 15 de novembro de 1888 e foi sepultado no túmulo da família no Cemitério de Santo Amaro – Recife – PE.

Fontes consultadas:

>> Biblioteca Nacional Digital Brasil - Diário de Pernambuco  –Terça-feira, 20 de novembro de 1888 . Disponível em:  http://memoria.bn.br/DocReader/029033_06/21337

>> GASPAR, Lúcia. Conselheiro Aguiar (João José Ferreira de Aguiar). Pesquisa Escolar Online, Fundação Joaquim Nabuco, Recife. Disponível em: http://basilio.fundaj.gov.br/pesquisaescolar/index.php?option=com_content&view=article&id=513%3Aconselheiro-aguiar-joao-jose-ferreira-de-aguiar&catid=38%3Aletra-c&Itemid=1

>> Lista geral dos bacharéis e doutores que tem obtido o respectivo grau na Faculdade de Direito do Recife, desde a sua fundação em Olinda, no ano de 1828, até o ano de 1931  – Acervo do Arquivo da FDR

>> Livro de Registro de diplomas de bacharéis 1832 – 1848 – Acervo do Arquivo da FDR

Data da última modificação: 29/07/2020, 13:04